terça-feira, 12 de março de 2013

Kiwi. O Pássaro que Não Podia Voar



Em 2006, Dony Permedi, um estudante de Artes Visuais, como parte sua tese de mestrado em animação, produziu um curta metragem que toca os corações daqueles que enfrentam algum tipo de limitação.

Kiwi queria voar. Ao invés de ficar parado se lamentando, ele fez justamente o contrário. Trabalhou arduamente para conseguir realizar seu sonho. Decidiu pendurar árvores ao logo de um penhasco – na face “vertical” – para ter a sensação de que está voando.


Kiwi. O Pássaro que Não Podia Voar

É difícil não ficar comovido. Uma linda história onde o protagonista consegue superar os obstáculos para viver um grande sonho, voar. Vale a pena conferir.
 

O kiwi, o pássaro nacional da Nova Zelândia é uma espécie única no mundo pelas suas características e história evolutiva. Apesar de ser um pássaro, o kiwi não possui a capacidade de voar suas asas são apenas vestigiais. É uma espécie muito antiga,  evolutivamente relacionadas com aves terrestres, assim como avestruz. É uma coruja da noite: durante o dia permanece no ninho durante a noite e ele deixa de comer. Sua plumagem é marrom, com tons diferentes em espécies diferentes de kiwi lá.
 
O kiwi tem duas características que o tornam único no mundo animal. A primeira característica é que ele é o único pássaro com narinas na extremidade do pico, que é muito longa, que está relacionado aos seus hábitos noturnos. Seus olhos são muito pequenos e à noite é guiado pelo cheiro, em vez de visão para encontrar alimento. O kiwi é onívoro, alimentando-se principalmente de minhocas e insetos que captura incorporação de seu longo bico no chão.

A segunda característica é que o kiwi é provavelmente a ave que põe um ovo maior em relação ao seu tamanho. Um kiwi adulto é do tamanho de uma galinha põe um ovo quase tão grande como o do avestruz. Quando o ovo é formado, ele ocupa um terço do corpo feminino, que neste período não pode comer por não tem espaço suficiente em seu corpo. Após sair do ovo, os pais não alimentam os filhotes, que saem do ninho e começam sua vida independente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...