Curiosidades - Fonte: tecmundo


Pesquisadores descobrem que formigas se comunicam 
"via internet"

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, descobriram que uma espécie de formiga transmite informações de maneira bastante parecida à forma como os dados são enviados através da internet.

A descoberta ocorreu quando a bióloga Deborah Gordon, estudando o comportamento de uma espécie de formiga coletora, observou que as comunidades pareciam demonstrar um determinado padrão na hora de enviar mais insetos a uma fonte específica de comida. Gordon, então, contatou Balaji Prabhakar, um especialista em estudar como os arquivos são transferidos através de redes de computadores.

Os pesquisadores descobriram que as formigas não só seguiam um padrão específico, mas que se tratava do mesmo algoritmo presente no protocolo TCP (Transmission Control Protocol), que controla a transferência de dados através da internet.

Segundo os cientistas, na internet os dados são transmitidos através de pacotes, com um receptor enviando um sinal cada vez que as informações são recebidas corretamente. As formigas utilizam exatamente o mesmo sistema para procurar comida, enviando mais indivíduos para a fonte cada vez que um deles retorna ao formigueiro rapidamente, tornando o processo de coleta mais rápido e eficiente.

Os pesquisadores acreditam que a descoberta pode ajudar os cientistas a entender melhor o comportamento das colônias de formigas, assim como apontar novas soluções para melhorar os sistemas de redes atuais.

 

Mascar chiclete deixa você mais inteligente
Hábito é mais eficiente do que a cafeína, mas tem menor durabilidade.
 
O hábito de mascar chiclete pode deixar você mais inteligente.
Pelo menos essa é a conclusão de um estudo realizado por uma equipe de psicólogos da Universidade St. Lawrence, nos Estados Unidos.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores realizaram testes com 159 estudantes, dividindo-os em dois grupos: metade deles mascou chiclete antes de fazer alguns testes de raciocínio lógico e cognição; a outra metade não.

Curiosamente, aqueles que mascaram chiclete antes das provas se saíram melhor do que os demais. Os chicletes utilizados eram de dois tipos, com e sem açúcar, de forma que a substância não parece ter interferência direta na pesquisa.

Apesar dos bons resultados, outra constatação da análise é que o efeito do chiclete no organismo dura pouco, aproximadamente 20 minutos. Os cientistas ainda não sabem dizer por que a goma de mascar interfere no desempenho.

 Cientistas afirmam que refrigerante light pode engordar


Em testes realizados com ratos de laboratório, eles perceberam que os refrigerantes light podem ser um verdadeiro tiro pela culatra.

Isso acontece porque nosso organismo é enganado pelas bebidas.
Os refrigerantes de baixa caloria utilizam aromatizantes, adoçantes e outras substâncias para imitar o sabor do açúcar das bebidas comuns.
Fazendo isso, nosso cérebro recebe instruções dizendo que estamos realmente ingerindo açúcar, quando na verdade não estamos.

Logo, o organismo passa a sentir falta dos nutrientes e exige mais ingestão.
Ou seja, sentimos fome e somos obrigados a nos alimentar mais do que o normal.
Com isso, as calorias que não foram ingeridas com os refrigerantes acabam sendo consumidas por outros alimentos.

Em resumo: bebidas light engordam.


Acredite se quiser:
Bocejar demonstra interesse

Pesquisadores acreditam que o bocejo é um sinal de interesse nos pensamentos e sentimentos da pessoa que bocejou primeiro.


Essa é a teoria de cientistas italianos, que observaram mais de 100 homens e mulheres de quatro continentes quando iam para o trabalho, comiam em restaurantes ou sentavam-se em salas de espera.

No instante que um dos voluntários bocejava, os pesquisadores observaram se alguém dentro de um raio de três metros “pegava” o bocejo, ou seja, bocejava também, nos três minutos seguintes.

Os resultados mostram que a raça e o sexo não tiveram efeito sobre o desejo incontrolável de bocejar. Mas o fato de pessoas se conhecerem tiveram interferência nos bocejos.
Um bocejo recíproco é mais provável de acontecer entre membros de uma família, amigos e conhecidos.

O fenômeno foi menos comum em estranhos. Para a Università di Pisa – Itália, o bocejo contagioso é impulsionado pela forma como estamos emocionalmente próximos de alguém e a empatia que temos com essa pessoa.

Um comentário:

  1. Concordo... bocejar, esta provado, demonstra interesse... EM DORMIR.
    Arifonseca, bocejando e querendo ficar acordado.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...