Feliz olhar novo



O grande barato da vida
É olhar para trás
E sentir orgulho da sua história.

O grande lance
É viver cada momento
Como se a receita da felicidade
Fosse o Aqui e o Agora.

Claro que a vida prega peças.
É lógico que, por vezes,
O pneu fura, chove demais...
Mas, pensa só:
Tem graça viver sem rir de gargalhar
Pelo menos uma vez ao dia?

Tem sentido ficar chateado durante o dia todo
Por causa de uma discussão na ida pro trabalho?
Quero viver bem.
Esse ano foi um ano cheio.

Foi cheio de coisas boas e realizações,
Mas também
Cheio de problemas e desilusões.

Normal.
Às vezes se espera demais das pessoas.

Normal.
A grana que não veio,
O amigo que decepcionou,
O amor que acabou.

Normal.
O novo ano não vai ser diferente.

Muda o século, o milênio muda,
Mas o homem é cheio de imperfeições,
A natureza tem sua personalidade
Que nem sempre é a que a gente deseja.

Mas e aí?
Fazer o quê?
Acabar com seu dia?
Com seu bom humor?
Com sua esperança?

O que eu desejo para todos nós é sabedoria!
E que todos saibamos
Transformar tudo em uma boa experiência!
Que todos consigamos perdoar o desconhecido,
O mal educado.
Ele passou na sua vida.
Não pode ser responsável por um dia ruim.

Entender o amigo que não merece nossa melhor parte.
Se ele decepcionou,
Passe-o para a categoria 3, a dos amigos.
Ou mude de classe,
Transforme-o em colega.
Além do mais, a gente, provavelmente,
Também já decepcionou alguém.

O nosso desejo não se realizou?
Beleza, não tava na hora,
Não deveria ser a melhor coisa prá esse momento.

Me lembro sempre de um lance que eu adoro:
Cuidado com seus desejos, eles podem se tornar realidade

Chorar de dor, de solidão, de tristeza,
Faz parte do ser humano.
Não adianta lutar contra isso.
Mas se a gente se entende
E permite olhar o outro e o mundo
Com generosidade,
As coisas ficam diferentes.

Desejo para todo mundo esse olhar especial.
O novo ano pode ser um ano especial, muito legal,
Se entendermos nossas fragilidades e egoísmos
E dermos a volta nisso.

Somos fracos,
Mas podemos melhorar.
Somos egoístas,
Mas podemos entender o outro.

O novo ano pode ser o bicho, o máximo,
Maravilhoso, lindo, espetacular
Ou pode ser puro orgulho!
Depende de mim, de você!
Pode ser.
E que seja.

Feliz olhar novo!
Que a virada do ano não seja somente uma data,
Mas um momento para repensarmos tudo o que fizemos
E que desejamos,
Afinal sonhos e desejos podem se tornar realidade
Somente se fizermos jus e acreditarmos neles!'

Um Ano Novo cheio de mudanças!


(Adaptação do texto de 2007)
Carlos Drummond de Andrade



Sonhos - O Que Você Quer Ser Quando Crescer



"O Que Você Quer Ser Quando Crescer?

Constantemente buscamos estas respostas, o problema é que quase sempre nos colocamos como crianças indefesas, transferindo ao mundo a responsabilidade por nossas conquistas ou pela inércia de nossas vidas.

Este vídeo mostra exatamente isso, o resumo de uma história que ainda não acabou. De uma criança “pobre" que começou do zero, que foi conquistando seu espaço aos poucos. Experimentando, Fazendo, Aprendendo. Um empreendedor de sucesso que vem conquistando seus próprios sonhos, desenhando seus próprios Motivos para uma vida digna de ser contada.

Deivison Pedroza, autor deste vídeo, presidente da VERDE GHAIA e do Instituto Oksigeno, apresenta aqui atores reais, pessoas reais, e o resumo de uma história real que ainda não acabou.
Para quem se encontra hoje, Desmotivado, Desnorteado e Inseguro com sua vida, assista este vídeo e mude seu destino.


Empreendedor de sucesso no BRASIL e em outros Países. Fundador de várias empresas e de projetos sociais, um grande comunicador e um Palestrante apaixonado pelo que faz. Uma pessoa otimista com a vida e por novos desafios.

Você tem sonhado com o quê? Quais os seus planos para chegar lá? Quais os seus Valores? Quem é o Responsável pelo seu Destino? Saber estas respostas é só o começo!"






Quando se é pequeno
Tudo o que você deseja se torna bem mais simples do que parece.

Construir o próprio patrimônio,
Chegar à lua,
Ter o emprego dos sonhos,
Viajar pelo mundo.

O engraçado é que você cresce
E maioria desses desejos permanece com você por muito tempo.

Alguns vão continuar apenas como sonhos,
Outros podem até virar realidade,
Mas para isso
É preciso que você responda a uma pequena pergunta:
O que você quer ser quando crescer?

Astronauta, médico, bombeiro.


Saber essa resposta, não será o fim das suas buscas
E sim o seu ponto de partida para várias outras.
É através dela que o seu futuro começa a ser desenhado,
É ela que transforma o plano louco em algo totalmente possível.

Comigo não foi diferente,
Assim como você, eu queria o improvável,
O surpreendente,
O inovador,
Fazer o que ninguém mais seria capaz de realizar,
Ir tão longe que nenhuma outra pessoa pudesse me alcançar,
Ser o descobridor de uma nova era, ou quem sabe,
De um novo tempo.

Na verdade eu queria mesmo
Era realizar os meus desejos,
Assim como numa brincadeira de criança,
Conquistar tudo aquilo que parecia improvável:
O trabalho dos sonhos,
A família perfeita,
E porque não,
Viajar pelo espaço.

Não cheguei a ser astronauta,
Não fui bombeiro
E muito menos médico,
Mas experimentei o novo,
Comecei do zero,
Fiz de tudo
E tudo de uma forma diferente.

Servi à aeronáutica,
Vendi jornais,
Verduras e picolé,
Trabalhei como ajudante na construção civil,
Fui operador de produção,
Pintor e até artesão.

O meu primeiro patrimônio não foi nenhum castelo,
Vendi muito esterco e metal para adquiri-lo.

Talvez
Todas essas funções
Não me permitiram enxergar mais longe naquele momento,
Mas com certeza
Permitiu-me ter experiência suficiente para
Crescer com humildade,
Amadurecer,
Ter responsabilidades,
Experimentar a minha capacidade de empreender para viver
E estar a frente do tempo em que vivia.

E você,
Tem sonhado com o que?

Quais os seus planos para chegar lá?
 Ficar parado não vai lhe trazer nenhum resultado inovador,
Não lamente a sua sorte,
Não tenha vergonha do que faz,
O trabalho é o que transforma você.
Posso te dar um conselho,
Sonhe,
Experimente,
Faça o novo,
Busque a concretização dos se sonhos todos os dias,
Escolha fazer o que você gosta,
Não apenas aquilo que lhe traz dinheiro,
Ele virá naturalmente através de seus esforços.

Seja fiel aos seus valores,
Faça com amor e seja o melhor naquilo que faz,

Lembre-se você é o único responsável pelo seu êxito,
Coloque-se sempre em primeiro plano,

Ame o próximo, na mesma proporção que se ama,
Somos todos capazes de ser
E fazer,
Não deixe que façam por você,
Erre
Erre de novo,
E através do seu erro ganhe experiência,
Não seja tão duro com você mesmo.

E quando tudo parecer difícil
Volte a ser criança novamente,
Sem nenhum medo de responder aquela simples pergunta,
O que você quer ser quando crescer.
Deivison Pedroza


Machado de Assis



Joaquim Maria Machado de Assis, cronista, contista, dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta.
Considerado um dos mais importantes escritores da literatura brasileira, nasceu no Rio de Janeiro em 21 de junho de 1839. Filho de operário mestiço de negro e português, Francisco José de Assis, e de D. Maria Leopoldina Machado de Assis. Perde a mãe muito cedo, e é criado pela madrasta, Maria Inês, também mulata.

De saúde frágil, epilético, gago, foi criado no morro do Livramento. Com a morte do pai, em 1851, para sobreviver, sua madrasta, Maria Inês, emprega-se como doceira num colégio do bairro São Cristovão, e Machado de Assis, torna-se vendedor de doces.

Na infância, estudou numa escola pública durante o primário e aprendeu francês e latim. Trabalhou como aprendiz de tipógrafo, foi revisor e funcionário público. Superou todas as dificuldades da época e tornou-se um grande escritor.

Aos 16 anos, publica em 12-01-1855 seu primeiro trabalho literário, o poema "Ela", na revista Marmota Fluminense, de Francisco de Paula Brito.

Com 17 anos, consegue emprego como aprendiz de tipógrafo na Imprensa Nacional, e começa a escrever durante o tempo livre. Conhece o então diretor do órgão, Manuel Antônio de Almeida, autor de Memórias de um sargento de milícias, que se torna seu protetor. Em 1867, é nomeado ajudante do diretor de publicação do Diário Oficial.

Podemos dividir as obras de Machado de Assis em duas fases:
Na primeira, Fase Romântica, os personagens de suas obras possuem características românticas, sendo o amor e os relacionamentos amorosos os principais temas de seus livros.
Desta fase podemos destacar as seguintes obras: Ressurreição (1872), seu primeiro livro, A Mão e a Luva (1874), Helena (1876) e Iaiá Garcia (1878).

Na Segunda, Fase Realista, Machado de Assis abre espaços para as questões psicológicas dos personagens. É a fase em que o autor retrata muito bem as características do realismo literário.
Machado de Assis faz uma análise profunda e realista do ser humano, destacando suas vontades, necessidades, defeitos e qualidades.
Nesta fase destacam-se as seguintes obras: Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1892), Dom Casmurro (1900) e Memorial de Aires (1908).

Em 12 de novembro de 1869, casa-se com Carolina Augusta Xavier de Novais.
Nessa época, o escritor era um típico homem de letras brasileiro bem sucedido, confortavelmente amparado por um cargo público e por um  casamento feliz que durou 35 anos.
D. Carolina, mulher culta, apresenta Machado aos clássicos portugueses e a vários autores da língua inglesa.
Sua união foi feliz, mas sem filhos.
A morte de sua esposa, em 1904, é muito sentida, e ele dedica à falecida o soneto Carolina, que a celebrizou.

Grande amigo do escritor paraense José Veríssimo, que dirigia a Revista Brasileira, idealizaram a Academia Brasileira de Letras. Foi eleito presidente da instituição no dia 28 de janeiro de 1897, cargo que ocupou até sua morte.
Machado de Assis morreu de câncer, em sua cidade natal, no ano de 1908. Sua oração fúnebre foi proferida pelo acadêmico Rui Barbosa.
 
Relação das obras:

Romances
Ressurreição – 1872
A mão e a luva – 1874
Helena – 1876
Iaiá Garcia – 1878
Memórias Póstumas de Brás Cubas – 1881
Quincas Borba – 1891
Dom Casmurro – 1899
Esaú e Jacó – 1904
Memorial de Aires – 1908

Poesia
Crisálidas
Falenas
Americanas
Ocidentais
Poesias completas

Contos
A Carteira
Miss Dollar
O Alienista
Noite de Almirante
O Homem Célebre
Conto da Escola
Uns Braços
A Cartomante
O Enfermeiro
Trio em Lá Menor
Missa do Galo

Teatro
Hoje avental, amanhã luva – 1860
Desencantos – 1861
O caminho da porta, 1863
Quase ministro – 1864
Os deuses de casaca – 1866
Tu, só tu, puro amor – 1880
Lição de botânica - 1906  
 

Quadro de Henrique Bernardelli (1905)Acervo ABL

Frases

·       Há em cada adolescente um mundo encoberto, um almirante e um sol de outubro
·       O casamento é a pior ou a melhor coisa do mundo; pura questão de temperamento
·       Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir
·       O maior pecado, depois do pecado, é a publicação do pecado
·       A imaginação foi a companheira de toda a minha existência, viva, rápida, inquieta, alguma vez tímida e amiga de empacar, as mais delas, capaz de engolir campanhas e campanhas, correndo...
·       Não precisa correr tanto, o que é seu às mãos lhe há de vir...
·       A mentira é muita vez tão involuntária como a respiração.
·       Mas o tempo, o tempo caleja a sensibilidade.
·       Não é amigo aquele que alardeia a amizade: é traficante; a amizade sente-se, não se diz.
·       Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis
·       Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!
·       A gratidão de quem recebe um benefício é bem menor que o prazzer daquele de quem o faz
·       As coisas valem pelas idéias que nos sugerem.
·       Lágrimas não são argumentos.
·       O dinheiro não traz felicidade — para quem não sabe o que fazer com ele
·       Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar
·       Não te irrites se te pagarem mal um benefício; antes cair das nuvens que de um terceiro andar.
·       É melhor, muito melhor, contentar-se com a realidade; se ela não é tão brilhante como os sonhos, tem pelo menos a vantagem de existir
·       O acaso... é um Deus e um diabo ao mesmo tempo.
·       Eu sinto a nostalgia da imoralidade.
·       A moral é uma, os pecados são diferentes.
·       A loucura é uma ilha perdida no oceano da razão
·       A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal
·       Para as rosas, escreveu alguém, o jardineiro é eterno.


A Carolina

Querida, ao pé do leito derradeiro
Em que descansas dessa longa vida,
Aqui venho e virei, pobre querida,
Trazer-te o coração do companheiro.

Pulsa-lhe aquele afeto verdadeiro
Que, a despeito de toda humana lida,
Fez a nossa existência apetecida
E num recanto pôs um mundo inteiro.

Trago-te flores, - restos arrancados
Da terra que nos viu passar unidos
E ora mortos nos deixa separados.

Que eu, se tenho nos olhos malferidos
Pensamentos de vida formulados,
São pensamentos idos e vividos. 

Ano bom




No primeiro dia do ano,
Isto é bem uma verdade:
O mundo inteiro se abraça
Num desejo de amizade.

Uma esperança se espalha
Entre povos e nações,
Queremos dias melhores
Dando vida aos corações.

A humanidade se irmana
Pedindo a paz mundial
E por um dia se esquece
Da guerra que traz o Mal.

Que o ano Bom seja mesmo
Uma aurora de esplendor,
Nova luz iluminando
O mundo inteiro no Amor!

E por isso, desejamos
Um grande Bem perenal:
Aos países a harmonia
Da compreensão fraternal!
Antônio Cândido Barone


Nossas Crianças



Recebi por e-mail um comentário postado no Orkut, sobre a lista de livros para o vestibular.
Quase não acreditei no que estava vendo. O que está acontecendo com nossas crianças?
Me reservo a não divulgar o nome e foto da aluna, e fico me perguntando se ela já leu algum destes livros, ou simplesmente assistiu os filmes no cinema.
Aqui vai o texto, na integra:

CRITICA: LIVROS PARA O VESTIBULAR
A escolha dos livros para o vestibular está irregular e ultrapassada. De que adianta cobrar livros com conteúdo erótico para os estudantes lerem. Ninguém gosta de ler aqueles lixos de Machado de Assis e seus amigos.

Já chegou a hora dos responsáveis pela escolha dos livros se adaptarem a geração atual. Já está mais do que na hora de incluírem as grandes obras da atualidade, como crepúsculo e Harry Potter.

O estudante tem que ler livros conceituados na atualidade e não livros escritos em tempos passados por pessoas com distúrbios psicológicos, considerados gênios pelos adolescentes do passados, que hoje elaboram a lista dos livros do vestibular, que não tinham internet e se deleitavam lendo os livros dos autores então cobrados pela banca.”


Leia o post  Machado de Assis

A Vida e Obras desde grande escritor.



Temas Relacionados


Sutil diferença



Depois de algum tempo,
Você aprende a diferença,
A sutil diferença
Entre dar a mão
E acorrentar uma alma.

E você aprende
Que amar não significa apoiar-se,
E que companhia
Nem sempre significa segurança.

E começa a aprender
Que beijos não são contratos
E presentes não são promessas.

E começa a aceitar suas derrotas
Com a cabeça erguida e os olhos adiante
Com a graça de um adulto,
E não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas hoje,
Porque o terreno do amanhã
É incerto demais para os planos,
E o futuro tem o costume de cair em meio ao vôo.

Depois de um tempo,
Você aprende
Que até o sol queima
Se você ficar exposto por muito tempo.

Portanto,
Plante seu jardim
E decore sua alma,
Em vez de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende
Que realmente pode suportar...
Que realmente é forte
E que realmente tem valor.
William Shakespeare

Israel Kamakawiwo'ole - What A Wonderful World




Israel Kamakawiwo'ole (20 de Maio de 1959 - Honolulu, 26 de Junho de 1997) foi um cantor americano, muito popular no seu estado de nascimento, o Havaí, não só pela música e pelas suas raízes, mas também pelos seus anúncios para a L'Oréal.

Descendente de uma linhagem pura de nativos havaianos, nunca ocultou a sua posição a favor da independência do Havaí e de defesa dos direitos dos nativos.

Um de seus álbuns mais famosos foi Facing Future, de 1993, trabalho que o lançou para a fama mundial, onde consta o tema "Over the Rainbow/What a Wonderful World", uma versão que mistura dois clássicos da música dos EUA: "Somewhere Over the Rainbow", do filme The Wizard of Oz (O Mágico de Oz), e "What a Wonderful World", onde apenas se ouvem a sua voz suave acompanhada pelo seu ukulele. Rapidamente se tornou um sucesso mundial e que lhe rendeu vários prêmios.
Essa música aparece em diversos episódios de séries norte-americanas como Cold Case, E.R. e Young Americans, no qual a música "Somewhere over the Rainbow" tocou no primeiro episódio e no último. Também foi trilha dos filmes Meet Joe Black (Encontro Marcado, de 1998), Finding Forrester (Encontrando Forrester, de 2000) e, mais recentemente, 50 First Dates (Como se Fosse a Primeira Vez, de 2004).

Ao longo da sua carreira musical, Israel Iz lutou contra muitos problemas de saúde relacionados ao seu peso excessivo (343 kg, num corpo com 1,88 m).
Em 1997, com 38 anos, faleceu devido a problemas respiratórios causados pela obesidade mórbida.

Mais de 100.000 pessoas compareceram ao seu funeral em 10 de julho de 1997.
O caixão de madeira estava no edifício do Capitólio, em Honolulu. Ele foi a terceira pessoa na história do Havaí a conceder esta honra (os outros dois foram o senador Faísca Matsunaga e o governador John A. Burns).
Suas cinzas foram espalhadas pelo Oceano Pacífico em M'kua Praia em 12 de julho de 1997.

Em 2001 foi lançado Alone in IZ World, um álbum póstumo contendo vários sucessos e temas inéditos, relançado em 2010, com o mesmo sucesso.
Fonte: Wikipédia

 
What a Wonderful World
Que Mundo Maravilhoso
Well I see trees of green and
Red roses too,
I'll watch them bloom for me and you
And I think to myself
What a wonderful world

Well I see skies of blue and I see clouds of white
And the brightness of day
I like the dark and I think to myself
What a wonderful world

The colors of the rainbow so pretty in the sky
Are also on the faces of people passing by
I see friends shaking hands
Saying, "How do you do?"
They're really saying, I...I love you
I hear babies cry and I watch them grow,
They'll learn much more
Than we'll know
And I think to myself
What a wonderful world
Bem, eu vejo árvores verdes e
Rosas vermelhas também,
Eu posso vê-las florindo para nós
E penso comigo mesmo
Que mundo maravilhoso

Bem eu vejo céus azuis e vejo nuvens brancas
E a luz do dia
Eu gosto do escuro e eu penso comigo mesmo
Que mundo maravilhoso

As cores do arco-íris, tão lindas no céu
Estão também nos rostos das pessoas que vão passando
Eu vejo amigos apertando as mãos
Dizendo: "Como vai?"
Eles estão realmente dizendo, eu te amo
Eu ouço bebês chorando e eu os vejo crescer
Eles vão aprender muito mais
Que nós aprendemos
E eu penso comigo mesmo
Que mundo maravilhoso!
  


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...