Doe Vida




Se me deito, falta-me o ar
Tenho sede e água não posso beber
Eu não consigo fazer xixi
Meus pés estão inchados
É difícil andar, dói
Às vezes me perco
Não consigo saber quem sou, onde estou
Dizem que nestas horas eu fico dormindo
É só nesses sonos que não sonho
Acordo ligada àquela máquina
Que tira e limpa meu sangue
Meu estômago dói de tanto remédio
Tenho sete anos e não posso brincar como as outras crianças
Também não posso ir para a escola
Notei que minha mãe e meu pai
Estão mais preocupados nos últimos tempos
Falaram que estou naquela lista
E que todos os dias rezam para eu ser chamada
Falaram que papai do céu está preparando um presente para mim
Que logo logo, vou poder brincar, andar, correr,
E não vou precisar mais da máquina,
E nem de tantos remédios.
Mas que para que isto aconteça
Uma outra família vai ter que me amar
Mesmo sem me conhecer
E deixar que me tragam o que em mim nunca funcionou
Um negócio chamado rim.
 Cristina Corradi
Seja você um anjo
Autorize a doação de órgãos de quem você ama
E que esteja em morte cerebral
Muitas pessoas precisam de seu amor
Doe Órgãos, Doe Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...