Tristitia



A tristeza roubou a chave de minha casa.
Entrou sem ser convidada e não pediu licença.
Deitou-se no sofá e não me deixou descansar.
Danificou o meu som, rasgou meus livros.
Meteu a mão no meu prato,
Não almocei e não jantei.
Escorraçou meu cão e meu gato.
Seqüestrou meus amigos.
Assassinou a minha namorada.
Ateou fogo no jardim.
Derrubou a minha casa.
Jogou a ogiva nuclear na cidade.
Presenteou-me com a solidão.
Ameaçou a minha tranqüilidade.
Feriu a minha felicidade.
E quando não havia mais resistência em mim.
Ela se foi sem se despedir
E levou a chave consigo.
Irapoã Carsil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...