Dualidade




O sonho faz-nos almejar
O despertar faz-nos atuar
O devaneio permite-nos ansiar
O espertar consente-nos inspirar

O abstrato faz-nos intuir
O concreto faz-nos refletir
O intuitivo permite-nos sentir
O dedutivo consente-nos inferir

A equivalência faz-nos rever
A dicotomia faz-nos crescer
A concordância permite-nos manter
A divergência consente-nos converter

Esta é a dualidade humana...
Sabiamente permite-nos navegar...
Às vezes por mares conhecidos
Ou por "nunca dantes navegados!"

Então, Yin-yang...
Use a razão, mas escute o coração
Lembre-se que ...
Sem complemento não existe o todo
E para cada momento de penumbra,
Sempre haverá de existir uma luz de esperança!

Juliana de Carvalho Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...