Amor



Todos nós desejamos a felicidade no amor.
Mas poucos de nós
São capazes de vivenciar este sentimento de forma madura e consciente.

Colocamos uma responsabilidade enorme sobre a outra pessoa,
A de nos garantir um paraíso permanente,
Onde reine a eterna felicidade e harmonia.

A vida real não é assim
Existem altos e baixos
E devemos aprender a respeitar a individualidade de cada um.

Se deixarmos de ser nós mesmos em prol do outro
Deixaremos de ser interessantes, de forma que,
Aquele amor que nasceu no passado pela pessoa que éramos
Deixa de existir

Ao se relacionar,
Você tem que levar em consideração que pessoas não são coisas,
São seres vivos, conscientes, e com vida própria.
Não podemos dominá-los
Pois, dessa forma, estaremos sufocando o ser amado.
Não podemos deixar que sentimentos
Como o ciúme, a raiva e o desejo de dominar
Tome conta de nossos corações

O egoísmo de querer que o outro realize todos os nossos desejos
Sem dar nada em troca,
A cobrança constante,
Acaba por sufocar o parceiro
Fazendo com que seu único desejo
Seja ficar o mais distante possível.

E depois nos perguntamos:
- O que fiz de errado?

Para termos uma relação duradoura
Temos de ter consciência de nossos atos.
Não basta desejar,
É preciso agir.

Cultivar o amor do próximo não é tarefa fácil.
O amor deve ser nutrido todos os dias
Deve ser alimentado e recriado a cada instante
Para não permitir que o ego e suas armadilhas predominem sobre nós.
Não somos perfeitos,
E exigir perfeição do outro é puro egoísmo.

Não crie expectativas sobre a outra pessoa e o relacionamento.
Muitas das decepções que sofremos
São resultados de fantasias que criamos a respeito do outro,
De nossa dificuldade em enxergá-lo ou aceitá-lo como ele é,
E não como gostaríamos que ele fosse.

Muitas vezes tentamos modificá-lo,
Na esperança
De que ele se encaixe no modelo do amor ideal que sempre sonhamos.
Este é o caminho mais rápido para que as cobranças se instalem
E a relação tenha fim.

Saber conviver com os defeitos do outro,
Talvez seja mais importante do que saber conviver com suas qualidades.
Nunca se esqueça disso.

Um dia, a atração física acaba
E o que sobra, é realmente o amor, o respeito, o companheirismo
É se sentir bem na presença do outro,
Dormir juntinho,
Compartilhar os ideais, as aventuras,
Lembrar daqueles momentos felizes,
Rir, fazer atividades juntos,
Ter sempre algo para conversar e compartilhar.

Aceitamos uma falsa idéia de que sabemos como amar.
Não sabemos.
Devíamos fazer como os animais que amam incondicionalmente.
Veja o exemplo dos cães que amam seus donos,
O exemplo de animais que tem somente um parceiro ao longo da vida.
Espécies como o cisne, o flamingo, o albatroz,
O corvo, a arara , a águia -careca e o pingüim.

Amor não é algo a ser obtido.
Amor é algo a ser dado e sentido.
Mas você só pode dar quando você tem.
Aprenda a se amar para poder ser merecedor do amor do outro.

E lembre-se,
A paixão cabe aos jovens,
O amor, a maturidade.
Cristina Corradi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...