A Criança Dentro do Sol



Enquanto a chuva cai na cidade adormecida,
Algo desce em meu coração...
E uma energia azulada dança ao meu redor.
Então, penso no mundo e nos meus irmãos de jornada planetária.

Em silêncio, oro - em Espírito e Verdade.
E, ao mesmo tempo,
Sinto que muitos espíritos sombrios são assistidos na Luz.
Sim, o Amor que desce aqui, também está neles!
E eu me sinto pequeno diante de tudo...
Como uma criança dentro de um sol.

Ah, eu sou uma centelha dentro de uma Grande Luz.
E os homens da Terra e os espíritos são outras tantas centelhas...
E todos nós gravitamos na Luz do Coração do Todo.

Tímido, penso nesse Grande Poder
Que nos trouxe à baila nas pistas da vida.
E sinto que, enquanto escrevo,
Outras consciências, sentem algo junto comigo.
E mais...
Percebo o choro delas ecoando pelas dobras dos planos extra físicos.
Então, choro junto,
Sabendo que estamos ligados secretamente pelo Alto.
E eu sei que elas estão escutando a música que ouço no momento.
Como também sei que esses escritos estão sendo lidos,
Mais além...

Ah, chove Amor e Luz nessa noite, por entre os planos...
Lavando as dores.
E eu sou a criança dentro do sol
Olhando para o infinito...
E esse sol é em meu coração.

E, além, muito além,
Outras presenças também sentem o mesmo.
E, agora, elas choram, não mais de dor,
Mas porque a criança está desperta nelas.
E o sol brilha em seus corações, algures...

Enquanto isso,
A Luz azulada continua dançando à minha volta.
E eu fico aqui pensando:
Lá fora, chove na noite;
Mas, aqui dentro, tem um sol.
O céu noturno da cidade está cinzento;
Mas o céu do meu coração está azulado.

Ah, eu sou a criança dentro do sol...
E, agora, os espíritos, antes sombrios,
Também estão olhando para o infinito.
Oxalá eles se sintam crianças e se apaixonem pela Luz
E sejam felizes.

E eu,
Fico por aqui,
Nessa Luz azulada,
Agradecido ao Todo,
Por tudo.

A chuva cai na grande cidade.
Mas também chove Amor e Luz na noite...
E só as "crianças" é que sabem disso.
Porque elas veem o infinito...
E além, muito além, outros também veem.
Porque a vida continua, na Terra e além...
Wagner Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...