Um Conto Sufi


Um Mestre Sufi contava sempre uma parábola no final de cada aula, mas os alunos nem sempre entendiam o seu significado.

- Mestre!
Perguntou um deles, certo dia. Você sempre nos conta uma parábola, mas nunca nos diz o que significa.

- Por favor, me desculpe.
Disse o Mestre.
- Deixe-me oferecer-lhe um pêssego para compensá-lo por minha falta.

- Obrigado, Mestre.
Disse o discípulo, comovido.

- Mais ainda, como prova do meu afeto, queria descascar o pêssego. Você me permite?

- Sim, muito obrigado.
Disse o discípulo.

- E, já que tenho uma faca na mão, não gostaria que eu cortasse o pêssego em pequenos pedaços, para que seja mais fácil comê-lo?

- Sim, mas não quero abusar da sua generosidade, Mestre.
 
- Não é nenhum abuso. Sou eu quem estou oferecendo. Quero apenas lhe agradar.
Você me permite que também mastigue o pêssego antes de lhe dar?

- Não, Mestre! Não gostaria que fizesses isso!
Respondeu o discípulo se sentindo ofendido.

O Mestre fez uma pausa e disse:
- Se eu explicasse o sentido de cada parábola, seria como lhe dar de comer a fruta mastigada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...