Animais Marinhos - Anêmonas




As anêmonas formam uma das concentrações mais bonitas do fundo do mar ou em recifes. Parecem flores, mas na verdade são animais invertebrados, parentes da água viva, e como elas, possuem tentáculos ao redor de sua boca, dotados de uma pequena vesícula e um sensor, que quando tocado, se ativa injetando uma mistura de neurotoxinas que paralisam peixes e crustáceos, seus principais alimentos. Somente o peixe-palhaço é imune a esse veneno.

Seu corpo tem a forma de um saco, que se abre para o exterior por um único orifício que funciona como um estômago e que serve de boca e de ânus. Alimentos não digeridos e os resíduos são expelidos pelo mesmo orifício.


Há mais de mil espécies de anêmonas em todo o mundo marinho e podem medir de 1 cm a 2 m de diâmetro e ter de 10 a centenas de tentáculos.

Em geral, as anêmonas não se locomovem. Algumas deslizam lentamente ou dão lentas cambalhotas. Normalmente, ficam grudadas a rochas, conchas, ou nas costas de caranguejos. Uma espécie de disco achatado as faz grudar em um objeto por sucção. Algumas flutuam próximo à superfície da água, outras, enterram-se na areia ou no lodo.


Uma das muitas curiosidades acerca da anêmona é que ela passa o dia fechada, ou seja, com os seus tentáculos para dentro, e só os coloca para fora no final da tarde, que é seu principal período para alimentar.






Mais Sobre Animais Marinhos
Tratado de Animais Selvagens - Zamir Sivino Cubas, Jean Carlos Ramos Silva, José Luiz Catão-Dias; Vol I e II

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...