Andrei Plesu




Recebi este texto de um amigo da Romênia e me encantei com a profundidade das palavras, então resolvi compartilhar com vocês.
Obrigada Jean.

“Se pensar bem, a única culpa que me recai sobre o que fiz neste país é que, às vezes, me impedi de desfrutar da beleza da vida. De vez em quando percebo que vivo num mundo sem céu, sem árvores e jardins, sem êxtases bucólicos, sem água, prados e nuvens. Esqueci o mistério da noite profunda, à tarde, um fresco crepúsculo cósmico. Já não vejo os pássaros, não sinto o cheiro de poeira e já não me molho na tempestade embargada pela emoção, no milagre da chuva e nas estrelas.”
Andrei Plesu
 
Texto original

“Daca ma gandesc bine, reprosul esential pe care il am de facut tarii si vremurilor este ca ma impiedica sa ma bucur de frumusetea vietii. Din cand in cand, imi dau seama ca traiesc intr-o lume fara cer, fara copaci si gradini, fara extaze bucolice, fara ape, pajisti si nori. Am uitat misterul adanc al noptii, radicalitatea amiezii, racorile cosmice ale amurgului. Nu mai vad pasarile, nu mai adulmec mirosul prafos si umed al furtunii, nu mai percep, asfixiat de emotie, miracolul ploii si al stelelor.”
Andrei Plesu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...